CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

quarta-feira, 9 de maio de 2012

TURBILHÃO


Turbilhão

Luto desesperadamente
para dominar este turbilhão
de sentimentos que
manifesta dentro de mim

Suporto esta maldita espera,
espera por ti imposta
que bate nesta balsa
e massacra , massacra

Entraste em mim
sem dó nem piedade
é certo, eu deixei, eu desejei
era o sonho a ser realidade

Não sei o futuro
nem o rumo a navegar
mas quero muito, muito,
que sejas o sol que vem depois da tempestade

Carlos Magalhães


1 comentários:

São disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.