CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

quinta-feira, 10 de abril de 2008

FOME


Um jornal diário de hoje ( Diário de Noticias ) trás um artigo acerca dos conflitos violentos no Haiti e Egipto, devido aos aumentos desmesurados dos preços dos alimentos devido a um surto de inflação causado por um fenómeno económico que tornam estes mesmos alimentos ,nuns casos inacessiveis ás populações ,noutros pura e simplesmente escassos. As autoridades internacionais tem uma lista de cerca de 36 paises em crise no abastecimento de comida , colocando as populações numa situação de desespero . No Haiti registaram-se tumultos que já duram á uma semana, originando pilhagens a supermercados e lojas onde são vendidos os bens alimenticios. O Haiti é só um exemplo do que está a contecer noutros paises nos variados continentes onde as populações se debetem diariamente com a falta de alimentos ,Costa do Marfim,Camarões,Bolivia ,México,Quénia ,Etiópia ,Congo,Afeganistão,Bolivia,Corea do Norte,Zimbabwe e muitos outros que preocupam o Banco Mundial pelo clima de instabilidade que poderão criar fruto da escasses de alimentos. Os preços mundiais aumentam á cerca de três anos a esta parte , o trigo nos ultimos 36 meses aumentou 181% contribuindo para isto o aumento dos combustiveis ,o aumento da energia que torna os fertilizantes mais caros, a juntar a isto o estimulo á produção de biocombustiveis á base de milho,soja e girassol . A somar a tudo isto temos as alerações climáticas que a nivel global não têm impacto mas que a nivel regional tem efeitos catastróficos. A situação torna-se tão mais preocupante atendendo que a população mundial aumenta entre 50 a 70 milhões de pessoas por ano colocando uma forte pressão sobre a terra arável disponivel, enquanto os paises mais ricos como por exemplo os da União europeia e os Estados Unidos estão há duas décadas a reduzir os espáços agricolas ; outros como a China ,India ou o Brasil tendem a aumentar a aumentar as áreas aráveis causando uma maior erosão dos solos.Parece mais do que óbvio que os paises terão em conjunto de começar a pensar rápidamente em politicas em conjunto que de alguma forma atenuem e de futuro resolvam esta situação . Ninguém quer imaginar o efeito Tsunami que o aumento rápido de populações á beira do desespero com a falta de alimentos poderá provocar,mas sem dúvida que é uma situação a ter em conta.


Joy

18 comentários:

Guhn disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Carla disse...

assustadoramente real esta tua descrição...o problema é que quem de direito continua a fechar os olhos a esta situação, infelizmente
bjs

Tiago R. Cardoso disse...

Muito bem desmontado o assunto.

De facto estamos num momento em que o mundo está em extremos, países muito ricos, esbanjadores e outros extremamente pobres.

Enquanto os que tem força e possibilidades continuarem a olhar para o lado, dificilmente algo irá mudar.

Tiago R. Cardoso disse...

Amigo Joy,
Aquela coisa que está aqui nos comentários sobre o nome gunh, antes da Carla, é um vírus, não abras sequer.

JOY disse...

Carla,

Até um dia não ser possivel continuarem a fechar os olhos .

Fica bem
Joy


Tiago

Infelismente vemos essas desigualdades a aumentarem cada vêz mais com as respectivas consequências para o futuro.
Obrigado pelo aviso do virus.

Um abraço
Joy

NuNo_R disse...

Boas...

Só temo que esta situação chegue a Portugal e que depois a criminalidade aumente.
Pois já hoje em dia assistimos a um crescendo da viloência e de assaltos; quanto mais se a situação chegar aos niveis desses paises...

abr...prof...

António de Almeida disse...

-O meu amigo escreve pouco, depois quando coloca um artigo, torna-se dificil de comentar, porque o mesmo foca inúmeros assuntos em simultâneo. O probelema do aumento do preço dos cereais tem origem na problemática do aquecimento global, com alguns mitos á mistura, pessoalmente não embarco no endeusamento do Al Gore vs diabolização de W. Bush. Muitos dos países aqui referidos, Coreia do Norte e Zimbabwé, têm regimes déspotas, que conduzem povos para o abismo. É que tudo isto está mesmo relacionado, mas preciso de mais do que um comentário no post para debater de forma séria, um texto que foi excelentemente apresentado. Escreve mais vezes, que a discussão faz falta.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Joy
Um mundo injusto e cruel. Numa altura em que as tecnologias potenciam alimentos para todos, os alimentos escasseiam e tornam-se um bem de luxo.
Joy, os 500 mais ricos do mundo consomem os recursos equivalentes aos consumidos por 416 milhões dos mais pobres.
Cruel, não?
Abraço apertado

Miguel Ângelo disse...

Passei aqui para desejar-te um bom fim-de-semana.

Carol disse...

Um mundo cruel e injusto este nosso. Triste, muito triste!

tagarelas-miamendes disse...

Ola Joy,
Um problema muito real e muito bem fundamentado.
Nao ha nada pior do que a pobreza e a fome. E o que os "donos do mundo" parecem ter esquecido da historia humana, e' que sempre que um povo chega a esse estado, ha consequencias catastroficas, aumento de criminalidade, instabilidade social e por fim revolta. Sera que temos que esperar que isto aconteca, para que o poder absoluto dos "donos do mundo" se desvaneca?

tagarelas-miamendes disse...

Ola Joy,
Voltei so para dizer que gostei muito de ouvir o Peter Gabriel

JOY disse...

Nuno,

Compartilho contigo essas preocupações.

Um abraço
Joy


António

Amigo , quem me dera a mim ter mais tempo para dedicar ao blog, mas a minha vida profissional não me tem dado tréguas nos ultimos tempos. por isso faz-se o que se pode.De uma forma geral acho tens razão em tudo o que dizes no teu comentário.

um abraço
Joy


Lidia,

È um facto minha querida amiga , é a velha história com as desgraças que vão acontecendo por esse mundo a fora , ainda assim os ricos ficam mais ricos , e os pobres ,cada vez mais pobres.Até quando ?

Abraço forte
Joy


Miguel Angelo

Para ti também ,carissimo amigo.

Um abraço
Joy

Carol

O mais triste Carol é não vermos jeitos desta situação se alterar,muito pelo contrário.

Fica bem
Joy


Tagarelas-Miamendes

Até um dia minha amiga, em que as populações desesperadas pela fome ,não mais vão conseguir sustentar esta situaçãocom as consequências dai previsiveis.
Gosto muito de Peter Gabriel.

Fica bem
Joy

M.M.MENDONÇA disse...

amigo joy
Muito bem apresentado este post que demonstra até à saciedade o egoísmo e a indiferença daqueles que vivendo atrás do lucro e das benesses sociais esquecem quem sofre e morre para alimentar estes jogos de mercado.
Abraço

Carreira disse...

Olá Joy.
Fica aqui o convite para participar na rubrica blogues, do programa de rádio Clube dos Pensadores, na próxima quarta-feira.
Diga-me algo, por favor, para o e-mail: jagcarreira@gmail.com
Um forte abraço.

JOsé Carreira (www.cegueiralusa.com)

Alma Nova disse...

Fome...um flagelo mundial que existe e persiste pela ganância de alguns em detrimento da escassez de tantos. Todos o sabemos...e permitimos acontecer.

Paulo disse...

O SIDADANIA, convida-o a participar num debate sobre os primeiros tempos na vida de um infectado pelo vírus da SIDA.
Escreva um texto , ou copie um texto publicado noutro blog e coloque-o no seu blog. Faça parte deste projecto que tem como missão ensinar e preparar as pessoas para quando uma adversidade lhes bate à porta, poderem agir sem dramas, sem traumas e sem apontar o dedo culpado, para ajudar aqueles que precisam de si naquele momento.
A solidariedade passa, por aprendermos a ajudar aqueles que precisam do nós, quando a vida lhes passou uma rasteira e estão num beco aparentemente sem saída para eles.
Lembre-se, que ninguém tem um escudo protector, e que não está isento de um dia sob a forma de SIDA , ou de outra patologia qualquer, a adversidade pode-lhe bater à porta.
É preciso estarmos preparados Participe, junte-se a nós
Um Abraço do Paulo

Blondewithaphd disse...

Acho que foi no Público de sexta-feira que vi o preço dos bens essenciais no Zimbabwe. Fiquei parva! Depois admiram-se de a esperança média de vida lá ser só 37 anos! Uma vergonha!