CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

sábado, 24 de maio de 2008

O PAIS DOS RICOS E DOS POBRES


As desigualdades têm sido um tema muito debatido ,quer seja a nivel da comunicação social , em foruns, debates , blogosfera ,mesas de café enfim em todo o lado, e quanto mais não seja porque estão ai aos olhos de toda a gente e por isso mais uma vez não consigo deixar de criticar este governo por continuamente tratar os Portugueses como imbecis que em tudo acreditam . Muito recentemente como é do conhecimento geral a União Europeia chamou a atenção para Portugal , por ser este o Pais da União onde as desigualdades entre ricos e pobres eram mais evidentes . Denunciando um mais que evidente desconforto, o governo Português socorreu-se de uma argumentação que não poderia ter sido mais idiota ,diz o governo que a união europeia se baseia em numeros de 2004 e que a partir de 2006 o governo tomou medidas que alteraram radicalmente a situação . Cabe perguntar, que medidas ? Acha o governo que todos nós Portugueses acreditamos que em 3 ou 4 anos é possivel diminuir consideravelmente estas desiguladades ? Perante a situação social presente com uma classe média cada vez mais reduzida e endividada, com uma classe rica que dia a dia fica mais rica em contra ponto com uma classe pobre a aumentar consideravelmente , onde a corrupção e compadrio e o tráfico de influência campeia , como pode o governo ter a pouca vergonha de avançar com esta explicação,quando ainda por cima a união reafirmou que os numeros de 2006 não são diferentes de 2004. Penso que nesta altura, 2008 não se torna necessário que nos alertem para estas situações porque nós já as sentimos no corpo, alta taxa de desemprego, ordenados miseráveis ,escandalosa e pesada carga fiscal que colocaram ás costas das familias Portuguesas, o aumento desmesurado de bens de primeira necessidade, e acima de tudo uma tremenda falta de esperança para o futuro.
Este incompetente e mediocre governo continua a preferir a mentira e a fuga para a frente á procura de soluções para estes e outros problemas , mas a oposicão não está isenta de culpas ,não se vê da parte desta iniciativa , ideias , credibilidade para inverter esta situação . Por isso por muito que nos queiram atirar areia para os olhos sabemos que a situação é verdadeira .
JOY

11 comentários:

tagarelas-miamendes disse...

Ola Joy
O que me admira sempre e' que parece que precisamos que a Uniao Europeia publique esses estudos, para que todos tomemos conhecimento!!!!! Os portugueses que vaiajam tanto, nao notam a diferencam quando se passeiam pelos outros Paises da Europa? Ou sera que os nossos turistas, sao dos que passam as ferias nos Hoteis e so saiem para ir aos shopings?
E tal como dizes as coisas estao tao mas, que provavelmente a casa com piscina que aparece no teu post e' proprieadade de um qualquer classe media, todo endividado que teima em manter as aparencias. Porque as verdaeiras riquezas no nosso Pais, estao mesmo so nas maos de meia duzia de priviligiados.

António de Almeida disse...

-Os problemas de Portugal não são conjunturais, mas estruturais. Precisavamos de alterar no nosso país a constituição, a justiça, o sistema político e reformar verdadeiramente a saúde, educação e administração, e principalmente todo o sistema fiscal, reduzindo impostos e despesas. Não há coragem para tanto, quer no governo quer na oposição.

Tiago R Cardoso disse...

Ando à procura do paraíso do Sócrates e ainda não o encontrei...

Fátima disse...

Amigo,

Concordo contigo, Portugal, não tem igualdade de direitos!
Bom Domingo!

:-)um abraço

JOY disse...

Tagarelas Miamendes

O triste É que passados 20 e tal anos de termos entrado para a comunidade europeia,ainda sejamos chamados á atenção por situações que já não deviam existir.

Abraço forte
Joy


António

Concordo contigo.

Um abraço
Joy


Tiago

Penso que andamos todos !
Mas que o mesmo não se vê, não se vê !

Abraço
Joy


Fátima

Infelizmente é um facto

Abraço forte
Joy

SILÊNCIO CULPADO disse...

JOY
Como não podia deixar de ser concordo em tudo contigo.
É preciso que cada um pense em quem vai votar e, se não o souber, que pense pelo menos em quem não deve votar em 2009.

Abraço

Mary disse...

E assim vamos e continuaremos se não nos revoltarmos.

Bjs

Hermínia Nadais disse...

Joy, tenho muita pena que o que escreve neste espaço não seja proclamado com altifalantes de grande potência por esse Portugal fora... podia ser que a justiça social começasse a crescer neste país onde os valores morais e humanos decaem de dia para dia... sem ninguém que lhes deite a mão.
Força, amigo, é preciso que alguém com coragem vá denunciando tudo quanto está mal!
Água mole em pedra dura... tanto bate até que fura! Ganhemos esperança!

Sofia disse...

Isto está cada vez pior. Já faltou mais para isto se transformar numa espécie de EUA à portuguesa, em que um em cada 10 habitantes é muito rico e 5 dos mesmos 10 são muito pobre, deixando que apenas 4 habitantes se integrem na chamada classe média.
Francamente, não sei onde vamos parar!

Carla disse...

A situação é verdadeira e preocupante..muito boa a tua análise
beijos de bom fim de semana

Kalua disse...

eu não sei, mas acho que vivemos uma "ditadura democrática"... talvez seja pior que a verdadeira ditadura!
passei p te deixar um beijinho

PS - adorei o som (homem do leme)!!! ;p