CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

CRIANÇAS MOÇAMBIQUE

Foi-me pedido por uma pessoa amiga que fosse dado a conhecer este projecto de solidadriadade que já existe á alguns anos e que já foi alvo de uma reportagem penso eu no jornal Público . É objectivo também este blog ajudar e dar a conhecer projectos ou iniciativas que contribuam para que aqueles que mais precisam tenham uma vida melhor ,dai este post.

JOY

Projecto Padrinhos em Portugal
Inicio:
Este projecto arrancou em Novembro de 2002, depois de ter estado dois meses a trabalhar como voluntária na Cidade da Beira, em Moçambique, junto de crianças extremamente carenciadas. A vontade de fazer algo mais e com uma maior continuidade, levou a que surgisse a ideia de montar um semi-internato no Alto da Manga, um bairro localizado no mato, acerca de quinze quilómetros da Cidade da Beira.
Comecei por pedir a ajuda de um padre e de uma freira locais, que se responsabilizaram desde logo pela gestão do projecto no terreno, e iniciei então a selecção de dez crianças oriundas de familias bastante desfavorecidas.
O projecto arrancou no principio com 10 crianças e 10 padrinhos portugueses, passando depois em 2003, dado o sucesso do primeiro ano, para 15 crianças. Hoje em dia já tem um número total de 42 crianças.
Meninos:
As crianças alvo deste projecto são todas aquelas que provenham de familias muito carenciadas, sendo na maioria das vezes orfãs de mãe ou de pai ou até dos dois, vivendo, nesse caso, com algum familiar.
São crianças com idades entre os 5 e os 10 anos, sendo preferencialmente o filho mais novo de cada familia para que possa começar a ser seguido desde pequeno, cultivando desde logo hábitos escolares.
As crianças após entrarem no projecto serão seguidas até terminarem a sua escolariedade e puderem ingressar no mercado de trabalho.
Objectivos:
Com este projecto o padrinho fica a assegurar as despesas de saúde, uma refeição diária – almoço, servido na Paróquia do Alto da Manga. Educação: livros, cadernos, lápis, canetas, matricula – anual-, propinas- mensais- e farda.
Nota: Em Moçambique todas as crianças que frequentam a escola pública são obrigadas a pagarem matricula e propinas elevadissimas, para além da própria farda. Estas despesas condicionam bastante o acesso à escola, visto a maioria das familias moçambicanas não ter recursos para pagar as despesas escolares aos filhos. A maioria dos meninos integrados neste projecto nunca poderiam ter acesso escolar caso não fosse a contribuição dos seus padrinhos.
Dia-a dia no Alto da Manga:
As crianças do projecto reúnem-se todos os dias pela manhã na Paróquia do Alto da Manga, onde passam o tempo a fazer os trabalhos de casa e a brincar umas com as outras até à hora do almoço. Durante todo este período são acompanhadas pela Dona Rita, uma senhora moçambicana responsável por tomar conta das crianças e lhes dar o almoço.
Depois de almoçarem vão então para a escola onde passam a tarde. À noite regressam para as suas casas.
Mensalidades:
As mensalidades são trimestrais, sendo de 85 euros cada. O dinheiro é enviado para Moçambique pelo sistema de transferência Western Union, sendo responsabilidade da freira e do padre locais irem levantá-lo e com ele pagarem o almoço diário que é servido a todas as crianças envolvidas no projecto, numa sala concedida para o efeito na Paróquia do Alto da Manga. Ficam também encarregues de comprar toda a alimentação necessária, pagar as matriculas escolares, registar crianças que ainda não tenham Bilhete de Identidade e apoiar todo o projecto, supervisionando diáriamente se as crianças estão a ir à escola, se aparecem no almoço, como é que estão os seus cadernos, os seus livros, a sua saúde.
Feedback:
Periódicamente os padrinhos vão recebendo informações por escrito dos seus meninos, muitas vezes acompanhadas por cartas e fotografias destes. Caso seja requisitado pode-se também enviar uma cópia da descrição financeira que a freira e o padre vão enviando de dois em dois meses.
Todos os anos em Agosto e Setembro este projecto conta também com a ajuda de voluntários do Grupo de Acção Social da Universidade Nova de Lisboa que passam dois meses a viver no Alto da Manga e desenvolvendo diversas actividades com as crianças dos Padrinhos em Portugal.
Normas:
- Os padrinhos envolvidos neste projecto comprometem-se desde o inicio a assegurar os pagamentos trimestrais nas datas devidas, de forma a que não haja atrasos nas transferências para Moçambique, ou mesmo interrupção temporária do projecto.
- Os padrinhos podem enviar cartas e fotografias suas sempre que queiram, bem como, presentes.
- Os padrinhos podem ir a Moçambique conhecer os seus afilhados, mas nunca pagar-lhes uma viagem para Portugal. A realidade deles é tão distante da nossa que seria um choque estes meninos verem como é que vivemos e aquilo que temos.
- Os padrinhos comprometem-se ao entrar neste projecto que, caso queiram sair a qualquer momento, encontrem alguêm que os substitua, de forma a que a criança não se veja de um momento para o outro privada de alimentação, educação e cuidados de saúde.
Projectos para o futuro:
Os Padrinhos de Portugal estão neste momento em vias de se constituirem como associação e posteriormente Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) de forma a que sejam possiveis muito maiores e melhores aspirações para estas crianças. Com uma porta aberta para os fundos comunitários, a ideia seria então implementar cursos de formação às crianças, incluindo ateliers vários, preparando-as para o mundo actual.
O projecto passaria então por dar-lhes também melhores condições em casa ( normalmente uma palhota) e com o andar dos anos, disponibilzar mesmo bolsas universitárias para quem quisesse seguir os seus estudos.
Constituido este projecto como uma Associação, os padrinhos começariam também poder descontar no IRS o dinheiro que entregam anualmente, visto estar coberto pela Lei do Mecenato.
Embora se estejam a fazer todos os esforços para que isso já seja possivel no próximo ano, ainda não nos pudemos comprometer com tal.
Contactos:
Catarina Serra Lopes
Padrinhosdeportugal@yahoo.com
Telef: 918717892
NOTA FINAL: Caso seja necessário é possivel divulgar o telefone de algum padrinho que já esteja no projecto desde o inicio, de forma a que sejam prestadas alguns esclarecimentos, informações, troca de impressões.

15 comentários:

SILÊNCIO CULPADO disse...

Tudo o que for para ajudar nunca é de mais divulgar. Deixo-te também aqui uma sugestão: passares esta informação à Alda Inácio para que conste no BIG BLOGUE que está a ser criado por todos nós.

Carreira disse...

São estas iniciativas da socieade civil que valorizam a condição humana.

JOY disse...

Amigo Carreira ,


E acredita que esta é mesmo válida.

Um abraço
JOY

Shadows in Love disse...

Tudo o que for para ajudar alguém é sempre um bom post... por uma boa causa...

JOY disse...

Olá Shadows,

Penso que os blogs podem ter também essa função


Bjs

JOY

quintarantino disse...

Excelente post. Nada mais digo.

JOY disse...

Boas Quintarantino,


Obrigado !

Um abraço

Joy

Crítica e denúncia disse...

Olá grande amigo, muito feliz venho participar a você que seu blog e você são membros fundadores do projeto S.O.S Miséria. Façamos uma corrente dandos as mãos e colocando todo o nosso carinho neste trabalho. Parabens ! Preciso urgente do teu email. Com beijinho de Alda.

Joana disse...

Bonito gesto! Havia de existir mais pessoas assim...
Bjs

JOY disse...

Olá Joana ,


Espero que estejas 5 estrelas .(Lol)
Como disse a Shadows,estamos cá também para isto.

Beijos para ti

JOY

Joana disse...

5 estrelas ainda não tou... Mas vou ficar :)
Obrigada
bjs

adrianeites disse...

e fez bem em aceder ao pedido!

Causa nobre!

cp's

avelaneiraflorida disse...

Caro JOY
Vim retribuir a visita....

Voltarei, com mais tempo, para acalmanente apreciar este cantinho!!!

R@Ser disse...

VENHO AQUI RETRIBUIR A TUA VISITA...E ME DEPARO COM ALGO MARAVILHOSO...PARABENS.
Bjim

Domingos disse...

Estrelinha

Estou muito feliz por verificar que há pessoas que se preocupam com os outros e lutam para melhorar a sua qualidade de vida.
Obrigada por serem tão especiais!
Desejo de todo o coração ajudar, vou ser madrinha, estou feliz por fazer parte do vosso grupo