CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

quinta-feira, 25 de outubro de 2007

ESCOLAS RICAS E ESCOLAS POBRES



Recentemente foi dado a conhecer o Ranking 2007 das escolas ,e salta logo a vista uma situação , nove das dez primeiras escolas são privadas , o que pode levar a leituras apressadas que nos leve a chegar a conclusão de que as escolas particulares têm qualidade e as publicas não. Não nos podemos esquecer que as escolas particulares tendem a lidar com élites sejam económicas ou culturais,enquanto as segundas lidam com os desafios do pais real.Muitas das escolas Privadas dão-se ao luxo de poder selecionar os alunos ,sendo obrigatório que passem por uma prova de admissão ,portanto não é de maneira nehuma de estranhar que essa escola apresente resultados académicos acima da média porque têm a frequenta-la alunos acima da média .Nas escolas publicas ao contrário existe o ensino de massas com todas as implicações que isso vai trazer, e neste aspecto por exemplo temos de elogiar a Escola Secundária Manuel da Fonseca , em Santiago do Cacém ,que consegue entre penso eu 600 escolas um honroso 30º lugar apesar de ser uma escola a funcionar no Alentejo. Torna-se portanto para mim abusivo confundir o ensino publico com más escolas ,porque nem sempre o ensino privado é sinónimo de qualidade,de notar que nas dez piores escolas do ranking estão três escolas privadas .Obviamente o ensino privado de qualidade terá sempre e existir ,mas não nos podemos esquecer que é o ensino publico que tem obrigação de preparar as gerações futuras , e torna-se necessário dotá-lo de condições e protegelo para que de futuro tenhamos um Portugal bem melhor do que o que temos neste momento.

Eu Volto

25-10-2007

JOY

23 comentários:

martelo disse...

grato pelas visitas

as escolas públicas ou tudo quanto é público não têm que ser necessariamente maus...isso é o "mito" que se pretende incutir na opinião comum; mal de uma população que não tem um suporte colectivo/público... e veríamos uma procissão ainda maior de analfabetos...

António de Almeida disse...

-Não poderemos encontrar razões na falta de estabilidade do corpo docente nas escolas públicas? Na falta de infra-estruturas? As razões económicas terão o seu peso, de acordo, mas não valerá a pena investigar as razões pelas quais algumas escolas públicas apresentam bons resultados, e retirar daí consequências? Por outro lado, greves constantes, não enfrentar os problemas de indisciplina, numa escola privada um aluno indisciplinado é expulso e pronto, por mais dinheiro que os pais tenham, numa escola pública tal não é permitido, e um aluno pode estragar uma turma inteira. Não será altura de começar a repensar o funcionamento das escolas? E deixarmo-nos de ideologias românticas?

JOY disse...

Olá António,

Sim ! Podemos encontrar variadissimas razões ,mas para mim não altera a ideia do post,não é minha intençao julgar as escolas mas sim alertar para as rápidas conclusões a que se pode chegar com a análise do ranking sem se tentar perceber de que realidades estamos a falar .

Um abraço

JOY

kalua disse...

gosto da tua atitude de chamar a atenção para tantos problemas do nosso dia-a-dia! continua, pois as causas em que acreditamos merecem sempre ser defendidas!!!
obrigada pelas visitas
bjs

JOY disse...

Martelo : Totalmente d acordo contigo.

Um abraço

Kalua: Foi com esse objectivo que o meu blog nasceu.

Bjs para ti

JOY

avelaneiraflorida disse...

Caro Joy,

Já não posso ouvir falar em rankings quando as desigualdades entre escolas,e nas proprias escolas, se continuam a acentuar...

Há por aí avestruzes a continuar querer tapar o sol com a peneira!!!!
Pobres coitados...
Bjks

JOY disse...

Olá Avelaneiraflorida,

Por isso que tu dizes é que para mim o Ranking vale o que vale.
Muito pouco.

Bjs
JOY

Tiago R Cardoso disse...

Eu gosto de resumir a questão, quem tem dinheiro safa-se quem não tem precisa de sorte para calhar numa publica menos má.

Joana disse...

Passei para te deixar um beijo e desejar um excelente fim de semana.

quintarantino disse...

A escola pública precisa de infra-estruturas? Se calhar.
Precisa de um novo estatuto do aluno? Se calhar.
Precisa de estabilidade do corpo docente? Se calhar.
Mas, se calhar, alguma também precisavam de limpar os pequenos tiranetes que por lá se passeiam e que normalmente arribam nos antigos Conselhos Directivos para lá de não mais sair, de eliminar e radicar de vez esses discusos da escola inclusiva e demais "eduquês" que por aí se criou. Quanto às privadas, olhem que há de tudo. Também. Até ao nível das "bestas" que por lá leccionam. E dos terroristas que por lá campeiam como alunos.

JOY disse...

Boas Quintarantino,

Assino por baixo.

Um abraço
JOY

SILÊNCIO CULPADO disse...

Parabéns pelo teu post JOY. O problema da escola é o problema da reprodução das desigualdades. Quem tem condições tem a vida facilitada para continuar a ter. E a turbulência a dificuldade de integração, as dificuldades de aprendizagem, a falta de preparação de professores para lidarem com a diversidade. Muita coisa está em jogo e não caberia num simples comentário.

NINHO DE CUCO disse...

O problema não está em as escolas serem públicas ou privadas. o problema está, muitas vezes, na concentarção em certas escolas de casos problemáticos. E esses casos problemáticos vêm de famílias problemáticas. O problame da escola não tem início na própria escola mas na família de pertença.

NÓMADA disse...

Desigualdades e mais desigualdades que começam logo na escola. E depois continuam sempre aumentadas.

JOY disse...

Ninho de cuco :) Estou de acordo contigo os bons exemplos e a educação tem que começar em casa e não na escola

Nómada :) Sem duvida ,é uma constatação.

Silêncio :)Tens razão ,não se debate num simples post , mas alerta .

Cumprimentos a todos

R@Ser disse...

Me reservo somente a deixar-te um beijo.

Menina do Rio disse...

VENHO A PEDIDO DE ALDA DO BLOG CRÍTICAS & DENÚNCIAS, SOLICITAR QUE SEJA ENVIADO O EMAIL DESTE BLOG PARA QUE POSSAS TER ACESSO ÀS CONTAS DO S.O.S. MISÉRIA. CASO JÁ TENHAS ENVIADO, FAVOR DESCONSIDERAR ESTE AVISO.

O email para o qual deves enviar o vosso é:

s.o.s.miseria@hotmail.com

Fica desde já o meu beijo e votos de um belíssimo final de semana!

Menina do Rio

Assobio disse...

As desigualdades combatem-se ajudando os alunos a rentabilizarem as suas potencialidades, ensinando-os a trabalhar.
A escola pública pode fazê-lo, se não os tratar como "coitadinhos" e se não os empurrar para CEFs e outros quejandos.

R@Ser disse...

Olá rapaz....
passando pra te deixar um beijo e um ótimo Domingo.

7 Pecados Mortais disse...

Joy, muito bom o texto. É fácil apontar realmente como as melhores escolas, as privadas, onde referes e bem, que nem todos lá entram e nem todos têm dinheiro para por os seus filhos lá a estudar. É tudo uma questão de mentalidade, devia-se aplicar na prática às escolas públicas, o mesmo que se faz às privadas. O problema é que não se aplica a mentalidade, mas sim o dinheiro. Abraços.

JOY disse...

Boas 7 Pecados,

Não podia estar mais de acordo contigo.

Um abraço

Olá R@ser,

Beijo para ti


Joy

quintarantino disse...

Então Joy, nada?

JOY disse...

Boas Quintanrantino,

Não tem dado ,tenho estado adoentado e sem paciência para nada.

Um abraço

Joy